A Prótese de Silicone

A Prótese de silicone



As próteses de silicone consistem em um gel coesivo de silicone envolto por um envelope de silicone sólido. Notável evolução verificou-se nos últimos dez anos, iniciando-se pela coesividade do material, que impede a disseminação do mesmo pelo organismo em caso de ruptura, e continuando em características físicas do envoltório, que conferem uma menor reatividade orgânica ao material e portanto, uma cápsula com menor potencial contrátil.

 

Considerando a posição retro mamária da prótese, não teremos nenhuma interferência da mesma na lactação, no exame físico ou nas mamografias. Não há nenhuma relação descrita entre o silicone de mama e o câncer de mama, o que seria um absurdo uma vez que as próteses de silicone são também usadas na reconstrução mamária pós-mastecomia. O silicone é um material biologicamente inerte que, após um período de adaptação, permanece estável por um período não inferior a 15 anos.

 

Dr. Cury seleciona sua prótese de silicone não apenas segundo recomendações da ANVISA (agência nacional de vigilância sanitária), mas também e, principalmente, por critérios do FDA (Food and Drug Administration – USA) e experiência pessoal.